terça-feira, 31 de maio de 2011

"Então Charlie Brown, o que é amor pra você?
- Em 1987 meu pai tinha um carro azul.
- Mas o que isso tem a ver com amor?
- Bom, acontece que todos os dias ele dava carona pra uma moça. Ele saía do carro, abria a porta pra ela, quando ela entrava ele fechava a porta, dava a volta pelo carro e quando ele ia abrir a porta pra entrar, ela apertava a tranca. Ela ficava fazendo caretas e os dois morriam de rir.
... Acho que isso é amor."

A banda mais bonita da cidade.

Meu amor, essa é a última oração pra salvar seu coração, coração não é tão simples quanto pensa, nele cabe o que não cabe na despensa, cabe o meu amor, cabem três vidas inteiras, cabe uma penteadeira, cabe nós dois. Cabe até o meu amor. ♪
-Às vezes sinto falta de mim.
-Eu também, menina.
-Sente falta de si?
-Não, de você. E dói.

No Matter What.

I need you right here, by my side
You're everything i'm not in my life.
We're indestructable, we are untouchable
Nothing can take us down tonight
You are so beautiful, it should be criminal
That you could be mine.

And we will make it out alive
I'll promise you this love will never die!

No matter what, i got your back
I'll take a bullet for you if it comes to that
I swear to god that in the bitter end
We're gonna be the last ones standing

So believe me when i say, you're the one
They'll never forgive us for the things we've done

And we will make it out alive
I'll promise you this love will never die!

No matter what, i got your back
I'll take a bullet for you if it comes to that
I swear to god that in the bitter end
We're gonna be the last ones standing
We'll never fall, we'll never fade
I'll promise you forever and my soul today
No matter what until the bitter end
We're gonna be the last ones standing

And everybody said that we would never last,
And if they saw us now i bet they'd take it back
It doesn't matter what we do or what we say
Cause nothing matters anyway!

No matter what, i got your back
I'll take a bullet for you if it comes to that
I swear to God that in the bitter end
We're gonna be the last ones standing
We'll never fall (we'll never fall) we'll never fade (we'll never fade)
No matter what until the bitter end

domingo, 29 de maio de 2011

Uma hora ou outra a mudança ela é feita. E sabe o interessante? Acontece quando você menos espera. Vem de uma forma boa, serena, não com ingenuidade, pelo contrário, com uma pitada de insanidade. Novos passos nos trás novas metas!

Aninha B.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

A melhor coisa do mundo é está rodiado de pessoas que estão felizes com você e que compartilham isso. É olhar para os lados e sentir-se segura do que faz, é abrir um sorriso sem motivo. É buscar as respostas com o olhar, e vê que não precisa-se de voz para satisfazer o que sente.

Aninha B.

sábado, 21 de maio de 2011

''No início há quem te chame de sonhador, de louco. Há momentos dificies que realmente derrubam e nos deixam de cara com tudo... Mas você levanta, ergue a cabeça e a alegria te atinge com força...feito um meteoro. O jogo do amor recomeça e a vida te pergunta: Aqui é o seu lugar? São desafios e provas a cada dia...''

segunda-feira, 16 de maio de 2011

''Eu acho assim, se quer saber se ele realmente vale a pena é só observar como ele olha para você. Se ele olha do pescoço para baixo sai fora, mas se olha do pescoço para cima ou melhor dizendo para os olhos, ele pode ser o homem da sua vida''.
É melhor um momento quase perfeito do que dois estragados.

Aninha B.

domingo, 15 de maio de 2011

''Então delete, tudo aquilo que não valeu a pena. Quem mentiu, quem enganou seu coração, quem teve inveja, quem tentou destruir você, quem usou máscaras, quem te magoou, quem te usou e nunca chegou a saber quem realmente você é''.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Sou cheia de manias, tenho carências insolúveis. Sou teimosa. Hipocondríaca. Raivosa, quando sinto-me atacada. Não como cebola. Só ando no banco da frente dos carros. Mas não imponho a minha pessoa a ninguém. Não imploro afeto. Não sou indiscreta nas minhas relações. Tenho poucos amigos, porque acho mais inteligente ser seletiva a respeito daqueles que você escolhe para contar os seus segredos. Então, se sou chata, não incomodo ninguém que não queira ser incomodado Chateio só aqueles que não me acham uma chata, por isso me querem ao seu lado. Acho sim, que, às vezes, dou trabalho. Mas é como ter umRolls Royce: se você não quiser ter que pagar o preço da manutenção, mude para um Passat…

(Fernanda Young)

''Eu tô me livrando de tudo que me incomoda, de tudo que me faz mal. Eu quero renovações, recomeços. Quero ideias novas, sentimentos novos, pessoas, sorrisos e lembranças novas. Não quero mais nada que me faça voltar ao que ficou, ao que sobrou, ao que não me convém mais. Chega de passado. De rostos conhecidos, de sentimentos vencidos… chega; Tenho urgência de me sentir nova''.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Normalmente, quando rimos é porque estamos felizes, quando choramos é porque estamos tristes. Porém, as pessoas não sabem que por trás de um sorriso pode-se existir tristeza, desespero... e por trás de uma lágrima, as lembranças, as emoções. É difícil quando se omite, mas quase sempre é o necessário, quase sempre é o mais certo a fazer.

Aninha B.

Relatos...

Às vezes eu começo a agir como se ainda tivesse você aqui, é como que de uma forma ou de outra, tivessemos ligações ainda. Você não sabe, mas quando eu disse adeus, o meu intimo gritava pra te ter novamente, porém, com toda insegurança te deixei escapar de mim. Eu não quero parecer exagerada, mas você faz falta. Era bom quando eu sentia que tudo era recíproco, era bom quando eu te tinha aqui.

Aninha B.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Eu sinceramente carregaria tua dor mesmo sem poder, só para que você não a sentisse.

segunda-feira, 2 de maio de 2011


Aqueles que nos amam nunca nos deixam de verdade. (Sirius Black)
5 idiotices que você já fez:

1. Ficar entortando aquele lápis verde, e quebrar.

2. Abrir uma nova guia na internet e esquecer o que ia fazer.

3. Gritar “Aeeeee” quando a luz acaba.

4. Fazer a proeza de enfiar o dedo no próprio olho sem querer.

5. Antes de ir dormir, contar quantas horas vai ter de sono até ter que acordar.


Quando alguém me diz “Fale um pouco de você”

Eu fico tipo: O que eu falo?



“AAH MEU DEUS, QUEM EU SOU?”


E, o amor é assim: você conhece alguém. Você e esse alguém começam a conversar. Começam a rir juntos de coisas bobas, e, com o tempo, você começa a lembrar daquela pessoa em qualquer coisa, você tropeça na rua, e por algum motivo, lembra dela. Você se apaixona. Tudo pra você muda, toda a sua perspectiva de vida é mudada, o mundo parece até mais colorido. E, tudo, pra você e pra ela, passa a ser compartilhado. Desde sorrisos até alegrias. Não é mais apenas “você”, é você… E ela. Ou, nos piores casos, ela e você, o você vindo depois, em segundo plano. É aí que mora o perigo. Brigas são normais… Porque é isso que você faz quando você quer alguém… Você briga. E eles se queriam, até demais. Conseqüentemente, com o tempo, tudo fica mais difícil, mas foda-se, qual seria a graça se fosse fácil?Certamente nenhuma. Só que, às vezes… Ela se cansa. Às vezes, ele se cansa. E, no pior dos casos, nenhum dos dois se cansa, mas eles terminam. Foi isso que aconteceu, e até hoje… Ninguém sabe o por quê. Talvez nunca irão descobrir, o por quê… Por quê de se amarem tanto, se quererem tanto, mas não se acertarem. É um mistério. De qualquer forma, vem o fim. O fim, que é sempre mais certo do que qualquer outra coisa, cedo ou tarde, chega. Não o fim, tecnicamente falando, porque eles sempre estariam conectados, querendo ou não. Apenas acredite em mim: a sensação do fim poderia ser comparada a você arrancando seu coração pela boca e o apertando até que ele explodisse. Não. Errado. Fazer isso doeria bem menos. E, sabe o que é engraçado? Que, o tempo que você passa sofrendo é o dobro, o triplo do tempo que você passa amando. Tem muito mais pra se falar sobre dor do que sobre amor. Mas, voltando… Esse tal fim, só é visto pelos outros. No coração de quem ama, ele nunca existiu nem nunca vai existir. O que, sim, existe, é a espera e aaceitação. A espera, entretanto, talvez seja ainda mais dolorosa do que o fim. O fim é como “ei, acabou, siga em frente com a sua vida”, enquanto a espera é “talvez ainda que dê pra vocês dois.” E a aceitação, afinal, é quando você repete, o tempo todo pra si mesmo “vai passar, vai passar… Não, não chore agora, vai passar.” Mas, antes de dormir, você simplesmente não se segura. Tudo que você evita durante o dia caí em cima de você, e você cede, mesmo sabendo que é errado se entregar a dor. E aprender a conviver com a dor e sem o amor é como aprender a andar. Dá um medo filho da puta. Às vezes você dá um passo maior que a perna e caí. Ou então, caminha alguns metros sozinho, acha que está conseguindo… Vem um vento um pouco mais forte e te derruba. Mas, finalmente, você aprende. Você, de alguma forma, cresce com as quedas. E, eventualmente, os dois irão encontrar o seu caminho de volta, mesmo que não seja tão simples… E talvez, algum dia por aí… Eles se encontrem.Encontrem a explicação. Quem sabe algum dia eles conversem de verdade e nãoapenas se falem.

Vinícius Kretek.

domingo, 1 de maio de 2011

''Mas às vezes, não importa o quanto você ame alguém, ela simplesmente não pode te amar da mesma maneira''.